Vitimização de Lula foi eterna enquanto durou e Haddad é versão petista da monotomia de Alckmim

O PT ficou congelado e sem saída com os últimos acontecmentos, diz o colunista Elio Gaspari. Ele analia a estratégia repetititva de Lula, diz que a mesma cansou  tudo e todos e compara o  novo candidato petista ao candidato tucano, Gealdo Alckmin. Confira o texto:

A eficácia da estratégia de vitimização de Lula foi eterna enquanto durou. A partir de agora o comissariado tem três dificuldades.

A primeira é o cansaço que resultou dos recursos sucessivos, porém inúteis junto aos tribunais.

A segunda é o peso das falas de Fernando Haddad, uma versão petista da monotonia de Geraldo Alckmin.

A terceira será a entrada de Manuela D’Ávila do PCdoB na vice, estreitando a chapa.

 

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

Comentários