Sergio Moro diz que não se resolve o problema da criminalidade "simplesmente soltando criminosos"

 

Com informações do Estadão e de O Globo

Em declaração pública contra a proposta que afrouxa penas, Sergio Moro disse que a soltura de presos para conter a superlotação das cadeias não foi a mensagem passada nas eleições.

“Não penso que resolve-se o problema da criminalidade simplesmente soltando os criminosos. A sociedade acaba ficando refém dessa atividade criminal e me parece que a mensagem dada pela população brasileira nas eleições não foi exatamente essa”, disse.

 

Na crítica pública ao projeto que afrouxa as penas, Sergio Moro aproveitou para atacar o indulto concedido por Michel Temer no Natal de 2017, que incluiu condenados por corrupção entre os beneficiados.

Resultado de imagem para moro fotos

“Considerando os escândalos criminais dos últimos anos, se for eventualmente aprovar algum projeto da espécie, seria importante pelo menos fazer ressalvas em relação à aplicação disso para a corrupção. Assim como esses indultos natalinos que têm sido publicados, em particular do último ano, também acho que mereceriam exceções em relação ao crime de corrupção, considerando a dimensão da atividade de corrupção que foi verificada nos últimos anos”.

Comentários