Procurador da Lava Jato critica Paulo Câmara por extinção de delegacia. Moro já foi informado. Anotem

Da redação

O promotor da Lava Jato, Carlos Fernando, que atuou muito com o futuro ministro Sérgio Moro na elucidação de vários crimes de colarinho branco, criticou em postagem no seu perfil do Facebook o governador reeleito Paulo Câmara.

Na postagem, o promotor diz que a extinção da Decasp, orgão da polícia que investigava crimes políticos, "só mostra o quanto ainda a política tenta se proteger de investigações criminais".

"Quem pensa que a Lava Jato mudou o país tem que perceber que ainda há muito a ser feito", concluiu o promotor em sua postagem.

Confira o post:

 

 

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

Comentários