PF nas ruas. Investigação mira remessas clandestinas de valores para o exterior, feitas por empresas de informática

A Polícia Federal, a Controladoria Geral da União e a Receita Federal deflagraram nesta terça-feira, 27, a Operação Computadores de Lama, sexta fase da Lama Asfáltica. A investigação desta etapa mira remessas clandestinas de valores para o exterior realizadas por proprietários de empresas de informática, que já haviam sido alvo da Lama Asfáltica.

Os prejuízos causados ao erário, somando-se as seis fases da Lama Asfáltica – e considerando as fraudes, os valores concedidos irregularmente como benefícios fiscais e as propinas pagas a integrantes do esquema -, passam dos R$ 432 milhões.

 

Em nota, a PF informou que estão sendo cumpridos 4 mandados de prisão preventiva e 25 de busca e apreensão, além do sequestro de valores nas contas bancárias de pessoas físicas e empresas investigadas.

As medidas estão sendo cumpridas em Campo Grande/MS, Jaraguari/MS, Dourados/MS e Paranhos/MS, com a participação de mais de 100 policiais federais, 17 servidores da CGU e 33 servidores da Receita.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

Comentários