Partido de Bolsonaro, PSL vai de nanico para 2º maior bancada da Câmara

Da Folha de S. Paulo

A onda a favor do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) e contra o PT emplacou diversos nomes na lista dos candidatos a deputado federal mais votados país afora. 

O partido do presidenciável terá a segunda maior bancada na Câmara, com 52 das 513 cadeiras da Câmara. O número só é menor que o do PT, cuja bancada será de 56 integrantes.

Legenda nanica até o ingresso de Bolsonaro —o deputado entrou na legenda neste ano, após negociar sem sucesso com outras—, o PSL havia eleito apenas 1 deputado em 2014. Atualmente tem 8. Já o PT verá seu agrupamento diminuir. Elegeu 68 em 2014 e tem hoje 61 vagas.

MDB e PSDB, hoje segunda e quarta maiores bancadas da Câmara, também tiveram expressiva redução e vão integrar o pelotão de siglas médias na próxima legislatura.

O Novo, partido que surgiu recentemente, elegeu oito deputados. O estado de São Paulo deu votação absoluta recorde para um dos filhos de Bolsonaro, Eduardo (PSL), que conseguiu a reeleição com mais de 1,8 milhão de votos.

Ele bateu a marca nacional de Enéas Carneiro (Prona), que nas eleições de 2002 havia obtido 1,5 milhão de votos devido à popularidade adquirida quando participou, anos antes, das eleições presidenciais.

 

 

 

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

Comentários