Procurador reclama de salário de R$ 24 mil - “miserê” - e causa constrangimento (Veja o vídeo)

Com informações do Jornal da Cidade Online

O caso aconteceu em Minas Gerais.

Um procurador do Ministério Público Estadual, que recebe em dia o salário líquido de R$ 24 mil reais (bruto, chega a R$ 35 mil), fez inflamada reclamação sobre os seus vencimentos.

Leonardo Azeredo dos Santos, no cargo há 28 anos, tornou público um desabafo chocante e constrangedor.

“Eu infelizmente, não tenho origem humilde. Eu não sou acostumado com tanta limitação”.
“(…) vamos ficar nesse “miserê” ai, ainda sob ameaça de não termos aumento.”

Ora, num momento de dificuldades, onde se impõe ajustes fiscais, com corte de gastos e necessidade de equilibrar as contas, parece inadmissível esse tipo de reclamação.

Mormente quando boa parte dos servidores públicos está recebendo em atraso e está com os salários parcelados.

Não está contente, quer ganhar mais?

Peça demissão e vai para a iniciativa privada.

Ai falta coragem...

Veja o vídeo:

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários