A tensa e constrangedora conversa ao pé de ouvido entre Aécio e Bruno Covas

Por Lauro Jardim colunista de O Globo

Aécio Neves e Bruno Covas estiveram juntos pela primeira vez desde que o prefeito de Sao Paulo, em junho, pediu a expulsão do ex-presidente do PSDB com uma promessa que acabou não cumprindo (“É um ou outro no PSDB. É incompatível").

Foi no sábado, em Uberaba (MG), na festa de casamento do ex-deputado Caio Narcio, de quem ambos foram padrinhos.

Foi um encontro tenso, com um constrangimento vísivel para quem estava perto. A aproximação dos dois se deu por meio do presidente do PSDB, Bruno Araújo, que levou Covas até a roda onde Aécio estava.

Aécio o recebeu com frieza. Disse a Bruno Covas que fora muito amigo do avô dele, Mario Covas — e que se o avô estivesse vivo não teria aprovado sua atitude, pois "jamais foi oportunista", de acordo com o relato de quem estava próximo de ambos.

A partir daí, a constrangedora conversa deu-se ao pé do ouvido.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários