“Cuide mais do seu país”, diz Doria a Bolsonaro

Com informações de O Antagonista

Em mais um capítulo da disputa antecipada pelo Planalto em 2022, João Doria criticou hoje Jair Bolsonaro pelos ataques feitos contra a ex-presidente do Chile Michelle Bachelet e seu pai, Alberto, torturado e morto pela ditadura de Augusto Pinochet naquele país.

“Tomo a liberdade de sugerir ao presidente: cuide mais do seu país, mais do seu povo. Menos briga, menos confusão, menos agressões”, afirmou o governador de São Paulo.

“Invista seu tempo cuidando do seu povo, do seu país. Temos 13 milhões de desempregados, 7 milhões de subempregados. Sessenta milhões de pessoas votaram no presidente na esperança de que ele mude o país. Continuo acreditando que ele pode fazer isso.”

Referindo-se diretamente às declarações de Bolsonaro sobre Bachelet, Doria disse:

“Uma indelicadeza. Não se faz isso com ninguém, ainda mais com uma ex-presidente da República e que hoje representa o Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU. Acho que [Bolsonaro] pode compreender, talvez pedir desculpas. Entendo que não foi um gesto bom, tanto que foi condenado pela opinião pública no Chile, tanto os de direita quanto os de esquerda.”

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários