Vaias ao prefeito Lupércio dão a "senha" para início da sucessão em Olinda

Por Ricardo Antunes

A vaia que o prefeito Lupércio (PSD) recebeu hoje pela manhã, quando participava de um evento com o governador Paulo Câmara (PSB), praticamente selou o início da guerra eleitoral para a sucessão da prefeitura de Olinda. A oposição já está fazendo pesquisas eleitorais para avaliar tanto o cenário nacional quanto o cenário municipal. Desses números sairá a estratégia e os primeiros movimentos do grupo.

Antes mesmo desses dados, a oposição já vem conversando sobre a sucessão. Derrotado nas últimas eleições, quando teve todo o Palácio do Campo das Princesas trabalhando contra sua candidatura, o advogado Antonio Campos (Sem partido) teve uma conversa sobre 2020 e 2022 com o ex-senador Armando Monteiro (PTB).

Antônio Campos se reuniu essa semana com Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (MDB)

Próximo também de outra liderança de oposição a Paulo Câmara (PSB), o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), Antonio Campos deve se reunir nas próximas semanas com representantes do PSL, PRTB, PRB, e iniciar os encontros para definir um nome que possa unir a oposição.

Do lado de Paulo Câmara (PSB) dois problemas devem emergir na mesa do governador. A pré candidatura do ex-vereador Pedro Mendes (Sem Partido), mas um quadro histórico do PSB, e o grupo de sua vice-governadora Luciana Santos e do ex-prefeito Renildo Calheiros, ambos do PC do B, que também querem voltar a comandar a cidade.

Resumindo: Em Olinda a sucessão municipal já começou.

Confira a vaia que o prefeito de Olinda levou nessa quarta (4):

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários