MPPE silencia sobre abertura de processo contra ex-sócio do Banco Gerador

A denúncia é fruto de um relatório enviado a Polícia Civil, e ao Coaf, que apontou movimentações atípicas

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ficou em silêncio sobre a matéria publicada no Valor Econômico, nesta segunda-feira (19), que fala da processo de investigação criminal contra ex-sócio e marqueteiro do ex-presidente Michel Temer. Pessoas ligadas ao grupo Macêdo, ouvidas pelo blog, creditam a influência política do marqueteiro o motivo para o não indiciamento.

A denúncia é fruto de um relatório enviado a Polícia Civil, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), que apontou movimentações “atípicas” de R$ 1,3 milhão do marqueteiro.

A investigação é pelo crime de estelionato e fraude processual foi iniciada pelo Ministério Público de São Paulo, mas foi transferida na semana passada para o MPPE. Segundo uma nota enviada ao blog pelo MPPE, o caso segue sob análise e sigilo, e mais nenhuma informação está sendo divulgada.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários