Bolsonaro: “Os advogados de Adélio são, na realidade, advogados do mandante do crime” (Veja o Vídeo)

Com informações do Jornal da Cidade Online

O Presidente da República Jair Bolsonaro, em entrevista a jornalista Leda Nagle, novamente explicou o motivo de não ter recorrido da sentença judicial que considerou Adélio Bispo de Oliveira inimputável.

A questão foi estratégica.

Caso fosse considerado uma pessoa normal, Adélio seria julgado tão somente pelo crime de tentativa de homicídio. Assim, mesmo com as agravantes que seriam consideradas, em pouco tempo estaria solto.

Por outro lado, em sendo o criminoso considerado “maluco” e, portanto, inimputável, está fatalmente condenado a uma prisão perpétua em um manicômio judicial.

Os advogados de Adélio sabem perfeitamente disso. E Bolsonaro revela, não atuaram em defesa do criminoso, mas na defesa dos interesses do mandante.

Traíram claramente os poderes outorgados por Adélio.

A OAB, por sua vez, não se importou com a conduta repugnante dos causídicos. Muito pelo contrário, saiu em defesa deles...

Noutras palavras, Adélio que se dane...

Veja o vídeo:

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários