Novo comandante do Inpe deve ser anunciado nesta segunda-feira

Por Leandro Prazeres do O Globo BRASÍLIA — A reportagem do GLOBO apurou que o novo titular do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais ( Inpe) deve ser anunciado neste segunda-feira. O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes , disse nesta segunda-feira, em entrevista à rádio Eldorado, que considera nomear um oficial da Aeronáutica para dirigir a autarquia, responsável pelo monitoramento e divulgação de dados do desmatamento no país. Na sexta-feira (2), o antigo diretor, Ricardo Galvão , foi demitido após uma série de críticas trocadas entre ele e o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Marcos Pontes disse que vem analisando currículos e que o próximo diretor do Inpe deverá ser alguém com experiência prévia em desmatamento e conhecimento em gestão. Fontes próximas ao ministro afirmaram, no entanto, que o fato de ser militar não seria preponderante para a decisão sobre o novo diretor do órgão.

A polêmica em torno da demissão de Ricardo Galvão começou depois que integrantes do governo Bolsonaro, entre eles o próprio presidente, passaram a criticar a divulgação de dados sobre desmatamento feita pelo instituto, que, entre outras coisas, monitora a devastação da Amazônia .

'Pusilânime'

Bolsonaro começou a criticar a atuação de Galvão durante um café da manhã com correspondentes estrangeiros. Segundo ele, os dados divulgados sobre o desmatamento na Amazônia pelo Inpe lhe davam a impressão de que o órgão estaria a serviço “de alguma ONG”. Os alertas de desmatamento registraram alta de 88% em junho e de 212% em julho.

Após as críticas, Galvão deu uma entrevista dizendo que Bolsonaro teria tido uma atitude “pusilânime” ao colocar em xeque o trabalho do órgão.

Na semana passada, após reunião entre Pontes e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a saída de Ricardo Galvão foi anunciada.

A exoneração de Galvão foi criticada por ambientalistas de organizações como o Greenpeace e do Observatório do Clima.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários