Glenn tem vistos de emergência de filhos negados pelo consulado americano

Com informações do Jornal da Cidade Online

A decisão do consulado americano induz ao pensamento de que a história de que a mãe de Glenn Greenwald está doente e em estado terminal, não convenceu.

O próprio deputado David Miranda teria levado os documentos até a sede da representação americana no Rio de Janeiro e feito pressão para que a liberação ocorresse na maior brevidade possível.

Não adiantou. No horário combinado para a entrega do visto, o deputado foi informado de que precisaria fornecer novas informações para a apreciação do pedido.

Comentando sobre o assunto, o marido de Glenn disse o seguinte:

“Provavelmente houve uma ordem de cima para que isso ocorresse. É uma crueldade com as crianças e com a mãe do Glenn”.

É provável. Ordens superiores americanas ante uma aventada possibilidade de fuga.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários