Bolsonaro diz querer Eduardo na embaixada nos EUA para conseguir parcerias e explorar minerais em terras indígenas

Por Juliana Dal Piva do O Globo

RIO - O presidente Jair Bolsonaro criticou neste sábado as terras reservadas para comunidades indígenas e defendeu a exploração de minerais nessas áreas. Bolsonaro participou nesta manhã da formatura anual da turma de novos paraquedistas das Forças Armadas no 26º Batalhão de Infantaria Paraquedista, na Vila Militar, na Zona Oeste do Rio. Ao todo, foram 638 formandos.

- Terra riquíssima (reserva indígena Ianomami). Se junta com a Raposa Serra do Sol, é um absurdo o que temos de minerais ali. Estou procurando o "primeiro mundo" para explorar essas áreas em parceria e agregando valor. Por isso, a minha aproximação com os Estados Unidos. Por isso, eu quero uma pessoa de confiança minha na embaixada dos EUA - disse ele, que indicou o filho Eduardo Bolsonaro, deputado federal por São paulo, para assumir a embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

- Vocês acham que eu colocaria um filho meu em um posto de destaque desse para pagar vexame? Quero contato rápido e imediato com o presidente americano - completou.

O presidente disse ainda que na próxima semana serão divulgados novos dados sobre o Instituto nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe):

- Vocês vão ter uma surpresa.

O pedido para Eduardo ser embaixador nos Estados Unidos já está em Washington . Na semana passada, ao comentar a indicação do deputado ao posto, Bolsonaro disse:

- Pretendo beneficiar filho meu, sim .

Eduardo Bolsonaro no Salão Oval da Casa Branca com Donald Trump e o pai durante visita oficial do presidente aos Estados Unidos: chanceler Ernesto Araújo ficou de fora Foto: Reprodução/Twitter

Hackers

Neste sábado, foi divulgado pela "GloboNews" o depoimento do DJ Gustavo Henrique Elias Santos, preso na Operação Spoofing, à Polícia Federal (PF) . Ele afirmou que teve as contas do WhatsApp e Telegram hackeadas por Walter Delgatti Neto, que confessou ter invadido os celulares de diversas autoridades. O suspeito afirmou ainda que Delgatti mandou uma mensagem a ele se “vangloriando” de ter acessado o aparelho de Moro, e que fez um print da tela do notebook do hacker, contendo ícones do Telegram de autoridades, quando recebeu uma ligação em vídeo de Delgatti. Os depoimentos de Santos, de sua mulher, Suelen Priscila de Oliveira, e do motorista Danilo Cristiano Marques, todos presos pela PF, foram obtidos pela "GloboNews".

Os três suspeitos afirmaram não saber qual é a atividade profissional de Delgatti.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários