PF inicia 2ª fase da Operação 'E o vento levou'

Com informações do Poder360

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta 5ª feira (25.jul.2019) a 2ª fase da operação “E o Vento Levou” para investigar o destino de dinheiro desviado da estatal mineira de energia Cemig.

A 1ª fase da operação foi realizada em 11.abr.2019. Segundo a PF, a Cemig aportou R$ 850 milhões na empresa Renova Energia SA após 1 contrato superfaturado. De acordo com a PF, parte do dinheiro, pelo menos R$ 40 milhões, foi desviado.

A nova fase tem como escopo o destino final do dinheiro, cujas provas produzidas até o momento apontam para pessoas e empresas de Minas Gerais e da Bahia. Esse foi um trabalho conjunto da PF, da Receita Federal e do Ministério Público Federal”, afirmou a PF, em nota.

Foram expedidos pela 2ª Vara Criminal da Justiça Federal de São Paulo 7 mandados de busca e apreensão, para os endereços das pessoas e empresas envolvidas no caso.

A Renova Energia emitiu nota ao mercado no dia da 1ª fase da operação. “A Companhia esclarece que trata-se de uma investigação, ainda em curso, relacionada ao período anterior a 2015, e que prestará todas as informações necessárias para auxiliar os trabalhos da Polícia Federal e do poder judiciário”, diz a nota.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários