FGV: Confiança do Consumidor recua em julho

Com informações do Poder360

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), recuou 0,4 pontos em julho em comparação com o mês anterior. O ICC atingiu 88,1 pontos, em uma escala de 0 a 200 pontos.

Em médias móveis trimestrais, o indicador registrou a 5ª queda consecutiva, acumulando perda de 7,5 pontos. O otimismo quanto à evolução da situação financeira das famílias foi o que mais contribuiu para esse resultado, ao cair 4,1 pontos.

A queda foi provocada pelo pessimismo dos consumidores em relação ao futuro. O Índice de Expectativas caiu 2 pontos e alcançou 9,7, permanecendo abaixo do patamar de 100 pontos pelo 4º mês consecutivo.

Por outro lado, a satisfação em relação ao momento atual melhorou. O Índice de Situação Atual (ISA) aumentou 1,9 ponto, para 75,3 pontos, e o indicador que mede o grau de satisfação com a economia subiu 0,9 ponto.

DIFERENTES PODERES AQUISITIVOS

A confiança varia de acordo com a renda mensal dos consumidores. O índice cresceu 4 pontos para quem tem renda mensal maior do que R$ 9.600, atingindo 93 pontos. O crescimento foi influenciado pelo aumento do otimismo com a situação financeira econômica futura e maior ímpeto para compras de bens duráveis.

Por outro lado, o índice desceu (-3,1 pontos) para quem ganha até R$ 2.100 mensais. Eis a íntegra do estudo.


Com informações da Agência Brasil.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários