Conselheiro do TCE, João Carneiro Campos morre aos 49 anos

Com informações do G1 PE

Morreu, neste sábado (22), o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) João Henrique Carneiro Campos, aos 49 anos. Segundo o Tribunal, a morte ocorreu no município de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, e foi motivada por um ataque cardíaco.

Tio da primeira-dama de Pernambuco, Ana Luiza Câmara, João Henrique Carneiro Campos completaria 50 anos no domingo (23). Ele deixa a esposa e três filhos. O velório acontece no cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife, a partir das 17h. O sepultamento deve ocorrer no domingo, mas não teve horário confirmado.

Formado em direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), foi nomeado para o cargo de conselheiro do TCE-PE em março de 2011, pelo então governador Eduardo Campos (PSB). Segundo o Tribunal, João Henrique Campos também atuou em escritórios de advocacia e no departamento jurídico de um banco.

Além disso, foi diretor jurídico da Fundação de Desenvolvimento Municipal do Interior de Pernambuco (Fiam), vice-presidente da Escola de Direito Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), onde também atuou como desembargador na classe de jurista.

Notas de pesar

Por meio de nota, o presidente do TCE, Marcos Loreto, lamentou o ocorrido. "A notícia deixa a todos nós, que fazemos o TCE, extremamente consternados. À família, nossos mais sinceros pêsames", afirma.

O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), afirmou, em nota, que a morte de João Carneiro Campos foi precoce. "Um homem íntegro e de grande sensibilidade. Aos familiares deixo meu abraço e que Deus os conforte nesse momento de profunda dor", diz o texto.

O procurador-geral do Estado de Pernambuco, Ernani Medicis, também lamentou a morte do conselheiro do TCE. Na nota, a Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco expressou solidariedade à família e, em especial, à esposa de João Carneiro Campos, a chefe da procuradoria de Apoio Jurídico-Legislativo ao governador, Rosana Campos.

A seção Pernambuco da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE) ressaltou que, antes de ser conselheiro do TCE, João Carneiro Campos "exerceu a advocacia durante um longo período, sempre com destaque e reconhecimento entre os colegas". Além de expressar pesar pela notícia, a autarquia também afirmou, em nota, que ele se distinguiu "pela dedicação, seriedade, elevado espírito público e pelo atendimento exemplar aos advogados e advogadas".

O Clube Náutico Capibaribe (CNC), de onde José Henrique Carneiro Campos também era conselheiro, emitiu nota sobre o falecimento. "Aos amigos e familiares nosso mais profundo pesar pela perda desse grande alvirrubro", diz o texto.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários