Vendas do comércio recuam 0,6% em abril, diz IBGE

Com informações do Site Poder360

As vendas do comércio varejista no país recuaram 0,6% em abril na comparação com o mês anterior. É o pior resultado para o mês desde 2015. Em março, o setor registrou estabilidade (0,3%).

Os dados com ajuste sazonal (espécie de compensação para possibilitar a comparação de 1 índice em épocas distintas do ano) foram divulgados pelo IBGE(Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta 4ª feira (12.jun.2019).

Para a gerente da pesquisa, Isabella Nunes, as variações no comportamento do comércio em 2019 deixam o varejo no patamar de dezembro do ano passado. “De janeiro a abril não acumulou nada. É como se o ano de 2019 não tivesse dado nenhuma contribuição para a recuperação da trajetória de queda iniciada em 2014”, disse.

Segundo o IBGE, o acumulado no 1º quadrimestre de 2019 foi 0,6%. Nos últimos 12 meses, alta do setor foi de 1,4%.

VARIAÇÃO POR SEGMENTO

De acordo com o estudo, 5 das 8 atividades pesquisadas mostraram taxas negativas:

  • Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo: -1,8%;
  • Tecidos, vestuário e calçados: -5,5%;
  • Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos: -0,7%;
  • Outros artigos de uso pessoal e doméstico: -0,4%;
  • Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação: -8,0%.

Os segmentos que registraram alta foram:

  • Móveis e eletrodomésticos: 1,7%;
  • Combustíveis e lubrificantes: 0,3%;
  • Livros, jornais, revistas e papelaria: 4,3%.

POR UF

Regionalmente, 20 das 27 unidades federativas reduziram o volume de vendas, sendo os recuos mais intensos na Paraíba (-3,5%), Rio de Janeiro (-2,8%) e Pará (-2,6%).

As maiores altas foram registradas em Roraima (3,2%), Amapá (2,7%) e Bahia (0,9%).

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários