Caixa vai vender suas ações da Petrobras em operação que deve movimentar cerca de R$ 7,2 bilhões

Com informações do O Globo e agência Reuters

SÃO PAULO - A Petrobras informou nesta segunda-feira que a Caixa Econômica Federal fará uma oferta secundária de ações ordinárias (ON) que detém na estatal, em operação que deve movimentar cerca de R$ 7,2 bilhões.

Do total a ser negociado, 24% serão destinados a pequenos investidores, sendo que 2% vão para funcionários da Petrobras e da Caixa que queiram comprar essas ações.

A Caixa já vinha informando desde o início do ano que pretendia se desfazer de todas as ações que possui da Petrobras. A Caixa detém uma fatia de 3,2% da estatal e, com a oferta anunciada há pouco, deve zerar sua posição na estatal.

Segundo o prospecto preliminar divulgado hoje pela Petrobras, a Caixa tentará vender 241,34 milhões de ações. Se considerado o preço de fechamento dos papéis da petroleira em 7 de junho, que foi de R$ 29,85, o valor da operação será de R$ 7,2 bilhões.

As ações serão oferecidas no Brasil e no exterior, sob a forma de ADRs, que são recibos de ações brasileiras negociados nas Bolsas americanas. O pequeno investidor que quiser participar terá de fazer uma aplicação mínima de R$ 3 mil. Se a compra de ações for via fundo de investimento, o valor mínimo é menor, de R$ 100.

Da fatia de 24% que vão para o varejo, 4% serão destinados preferencialmente aos investidores que concordarem em não vender as ações adquiridas por um prazo de 45 dias, período chamado de "lock-up".

A oferta será coordenada por UBS, Morgan Stanley, Bank of America Merrill Lynch e XP Investimentos. O preço por ação será fixado no dia 25 de junho, após conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento junto a investidores institucionais. Os interessados poderão reservar as ações até o dia 24 de junho.

No prospecto preliminar, a Petrobras informou, porém, que a oferta dependerá de aprovação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da Securities Exchange Comission (SEC), órgãos que regulam os mercados de capitais no Brasil e nos EUA. Segundo a estatal, dependerá também de "condições favoráveis dos mercados de capitais nacional e internacional".

PUBLICIDADE

O anúncio ocorre num momento em que as ações ON da Petrobras acumulam alta superior à do Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo. Nas últimas 52 semanas, as ações ON da Petrobras avançaram 66%, contra valorização de 34% do Ibovespa. Na semana passada, os papéis subiram 5,7%.

Na manhã desta segunda-feira, as ações ON da Petrobras operam em queda de 1,04%, a R$ 29,54. Os papéis PN são negociados a R$ 26,59, com desvalorização de 0,60%.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários