Polícia Civil deflagra segunda fase da Operação Mar Aberto

Com informações do Portal OP9

A Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira (30) a segunda fase da Operação Mar Aberto, que tem como objetivo de prender integrantes de uma organização criminosa voltada para a prática dos crimes de lavagem de dinheiro, crime tributário e organização criminosa.

A investigação começou em dezembro de 2017. Estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão domiciliar. Viaturas da polícia estão no empresarial Jopin, no Pina, Zona Sul do Recife. Os agentes já teriam apreendido bens como helicópteros, barcos e veículos.

Na primeira fase da operação, realizada no dia 9 de maio, nove pessoas foram presas, incluindo cinco integrantes da família Pinteiro, uma das mais ricas do Recife: o empresário José Pinteiro Neto, o filho, José Pinteiro, conhecido como Jopin, um DJ conhecido nas baladas do Recife, Andréa Pinteiro e Victória Pinteiro, mãe e irmã de Jopin, e Aníbal Pinteiro, primo do DJ e produtor de eventos no Recife.

Os outros quatro presos foram Adriana Vieira Bandeira de Melo (cunhada do empresário), Rômulo Robérico Tavares Ramos, Patrícia de Lima Oliveira e Matheus Felipe Fonseca do Nascimento.

O grupo foi responsável por um desvio de R$ 65 milhões dos cofres públicos. Além das prisões, os agentes sequestraram uma grande quantidade de itens de valor. Foram 34 carros de luxo (incluindo modelos como Ferrari e Maserati), 15 imóveis e quatro embarcações apreendidas, além de R$ 45 mil, relógios e canetas encontrados na casa de José Pinteiro Neto. Os bens foram sequestrados para que seja possível ressarcir parte do prejuízo causado aos cofres públicos.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários