João Campos e Marília Arraes votaram contra Coaf com Moro. Daniel Coelho e Carreras a favor. Confira os votos da bancada

Por Ricardo Antunes

A derrota do Governo Bolsonaro, ontem, com o Coaf voltando para o ministério da Economia foi minimizada tanto pelo presidente, como pelo ministro da Justiça. "O Coaf é do governo", disse o presidente, ao ser indagado sobre a votação.

O blog mostra hoje como votaram os deputados pernambucanos. Veja a relação dos votos, com um detalhe: Apontados como pré-candidatos à Prefeitura do Recife nas eleições do próximo ano, João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT) votaram para que o Coaf saísse das mãos do Ministro Sergio Moro.

Por sua vez, Daniel Coelho (CIDADANIA), Túlio Gadêlha (PDT) e Felipe Carreras (PSB), que também estão na lista de prefeituráveis em 2020, votaram para que o Coaf permanecesse no ministério da Justiça. O placar na bancada pernambucana foi apertado,11 x 09.

Confira a lista.

Votaram para tirar o Coaf de Moro:

André Ferreira, (PSC)

Augusto Coutinho, (Solidariedade)

Fernando Monteiro, (PP)

Fernando Rodolfo, (PL)

João H. Campos, (PSB)

Marília Arraes, (PT)

Ossesio Silva, (PRB)

Renildo Calheiros, (PCdoB)

Silvio Costa Filho, (PRB)

Tadeu Alencar,(PSB)

Wolney Queiroz, (PDT)

Votaram para deixar o Coaf com Moro:

André de Paula, (PSD)

Daniel Coelho, (CIDADANIA)

Felipe Carreras, (PSB)

Gonzaga Patriota, (PSB)

Luciano Bivar, (PSL)

Pastor Eurico, (Patriota)

Raul Henry, (MDB)

Ricardo Teobaldo, (Podemos)

Túlio Gadêlha, (PDT)

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários