Recessão cresce e Pernambuco perde quase 8.000 empregos em janeiro de 2019

Informações do G1 PE

Pernambuco perdeu 7.242 empregos formais em janeiro de 2019, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (28), pelo Ministério da Economia. O número vai na contramão da tendência nacional, já que o Brasil gerou 34.313 postos de trabalho com carteira assinada no mesmo mês.

Em janeiro deste ano, Pernambuco teve o terceiro pior saldo de geração de empregos do país, atrás da Paraíba, que teve 7.845 postos fechados e do Rio de Janeiro, cujo resultado foi de 12.253 vagas demissões.

Em 2018, o estado teve resultado positivo no número de empregos após quatro anos de perdas. Apesar disso, estado teve 14.954 postos formais de trabalho fechados em dezembro.

Emprego formal em meses de janeiro, em Pernambuco

Dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged)

Dos oito setores da economia analisados, o de serviços teve variação positiva, com abertura de 800 postos, bem como a administração, com a criação de 7 vagas, enquanto os outros seis tiveram perdas no número de trabalhadores. O setor que teve o maior número de desligamentos foi a indústria de transformação (-3.441), seguida pelo comércio (-3.013) e pela agropecuária (-1.060).

Entre os municípios que mais perderam vagas de emprego formal do Brasil, Igarassu, no Grande Recife, ocupa o quarto lugar (-2107). Olinda vem em segundo entre as cidades que mais perderam vagas de emprego (-948) e o Recife aparece em terceiro lugar (-663).

Saldo de vagas por setor da economia, em Pernambuco

Dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged)

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários