Família Pinteiro é presa na "Operação Mar Aberto" depois de movimentar cerca de 400 milhões em cinco anos

Com informações do G1

Foram presos nesta segunda-feira (09) na Operação Mar Aberto, José Pinteiro Filho, mais conhecido como DJ Jopin, e parentes dele, durante o cumprimento de mandados da Operação Mar Aberto, da Polícia Civil de Pernambuco e da Secretaria da Fazenda (Sefaz). Segundo a polícia, o grupo de empresas investigado movimentou R$ 358 milhões em cinco anos e, do total, foi constatada a sonegação de, pelo menos, R$ 65 milhões.

A investigação sobre lavagem de dinheiro e crimes tributários do grupo, ligado à fabricação de embarcações, contou com apoio das polícias de São Paulo e da Paraíba no cumprimento dos mandados. Entre as apreensões, estão 28 carros de luxo, sendo uma Ferrari, um Porsche e um Maserati.

Além de Jopin, foram presos o empresário José Pinteiro, pai do DJ, e Aníbal Pinteiro, primo do artista. Andréa Pinteiro e Vitória Pinteiro, respectivamente mãe e irmã de Jopin, também foram presas. A reportagem tenta contato com a defesa deles.

O grupo Ecomariner, da família Pinteiro, reúne 11 empresas em Pernambuco e na Paraíba. No bairro do Pina, na Zona Sul do Recife, o estaleiro do grupo foi alvo de mandado de busca e apreensão.

De acordo com a Polícia Civil, foram cumpridos os nove mandados de prisão, sendo oito em Pernambuco e um em São Paulo. Também foram apreendidas quatro embarcações e bloqueados 15 imóveis.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários