Filho de João Gilberto afirma que o cantor quer retomar o controle de sua vida e finanças

Da Redação em Brasília com informações de Roberta Pennafort, do Jornal O Globo

Prestes a completar 88 anos, com curatela provisória da filha, a cantora Bebel Gilberto, desde novembro de 2017, e sem tocar mais seu violão nem cantar como antes, João Gilberto quer retomar as rédeas da própria vida. Quem fala pelo cantor, emagrecido e debilitado pela idade, e sem fazer shows há onze anos, é o filho, João Marcelo Gilberto, que mora nos Estados Unidos e tenta acompanhar seu dia a dia pela internet.— Ele se sente um prisioneiro, a Bebel só dá R$ 1 mil por semana. Ela está roubando todo o dinheiro do meu pai, vivendo que nem uma rainha. Cortou o orçamento dele para pedir comida no restaurante Degrau (no Leblon) , o que ele fazia há anos — afirma João Marcelo, que é produtor musical em Nova Jersey e deu entrevista por telefone na manhã desta quarta-feira.

Procurada para responder as acusações do irmão, Bebel declarou, por meio de nota: "Espero que o meu irmão nos procure para dividir comigo a responsabilidade de zelar pela privacidade e bem estar do nosso pai.

OUTRO LADO:

— Bebel me excluiu completamente, e está espalhando muitas mentiras sobre mim e a minha família. Eu estou conversando com meu pai todo dia, e ele me deu permissão para falar. Avisei: ‘pai, vou falar horrores para a imprensa’, e ele disse para eu fazer isso mesmo. Meu pai me chama de ‘John Junior’, eu sou como ele, reservado. Nunca quis estar nos holofotes, mas preciso falar — continua.

Ainda de acordo com João Marcelo, a irmã, que vivia em Nova York e agora está morando no Rio, no mesmo Leblon do pai da bossa nova, lhe sonega informações tanto sobre as condições físicas de João quanto de suas finanças. A interdição teve justamente o objetivo de cuidar desses dois aspectos de sua vida - à época, Bebel divulgou que ele sofria de “confusão mental havia alguns anos” e “absoluta penúria financeira”. Mas o irmão não concorda com a condução da situação.

Bebel e João Gilberto

Segundo ele, o artista vem recebendo uma pequena renda advinda da venda de um DVD com um show antigo, que é menor do que a que ele precisa.

— Eu quero tentar reverter a interdição. Mas está tudo parado, por conta da Bebel, que tem a ajuda da (produtora) Paula Lavigne. Eu estou quebrado. Gastei uma fortuna indo ao Brasil diversas vezes para tentar endireitar as coisas — diz ele.

Outro ressentimento é o fato de ter vazado para a imprensa que ele acionou o pai na Justiça em favor de sua filha, Sofia, de três anos — segundo João Marcelo, o objetivo real era ter acesso às finanças detalhadas de João, de forma a ajudá-lo a domá-las. O cantor ganhou recentemente uma ação avaliada em R$ 173 milhões por direitos autorais de seus primeiros discos. Enquanto isso, teria dívidas acumuladas com o condomínio em que mora.

— Este dinheiro da ação está para sair. Por isso a Bebel está tão interessada — acusa.

João Marcelo é filho da cantora Astrud Gilberto, de quem João se separou para se unir à também cantora Miúcha, mãe de Bebel. Os dois irmãos se conheceram já bem crescidos.

João Marcelo conta que tentou convencer o pai, no passado, a aceitar seu auxílio para lidar com suas contas. Mas ele recusou.

— Ele é muito turrão e não quis ceder. O que aconteceu? A Bebel foi lá — critica. — Minha missão na vida é conseguir justiça para meus pais. Minha mãe também foi roubada. Não recebeu pela gravação de ‘Garota de Ipanema’ (de 1964, com o saxofonista norte-americano Stan Getz) , que estourou no mundo todo e vendeu 27 milhões de cópias. Ela é mais conhecida mundialmente do que João Gilberto”.

O cantor octagenário, João Gilberto
da Redação

Comentários