Fundaj e Banco do Nordeste fecham parceria para o desenvolvimento na educação

Com informações da Assessoria de Imprensa

Reunidos na última quinta-feira (11) na sede do BNB com o Presidente e alguns dirigentes, em Fortaleza, o Presidente Alfredo Bertini e o Diretor de Pesquisas Carlos Osório, acordaram importantes pontos da retomada de uma parceria institucional entre esses órgãos federais.

Em sintonia com as prioridades do Governo do Presidente Bolsonaro com relação ao Desenvolvimento do Nordeste, mais precisamente em cima das questões dos recursos hídricos para o semiárido e a valorização da educação para o ensino básico, a Fundação Joaquim Nabuco e o Banco do Nordeste construíram uma pauta de ações em cima pesquisas, publicações e seminários técnicos.

Presidente da Fundaj, Alfredo Bertini (o terceiro à direita), durante primeira reunião em Março com a FNDE, Sudene, BNB e IBGE - Foto: Divulgação

Segundo o Presidente Alfredo Bertini essa parceria "é a retomada de uma aliança perdida no tempo entre a nossa Diretoria de Pesquisas e o Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste, setor do BNB (ETEENE), que atuará lado a lado com a SUDENE ".

Essa convergência institucional articulada consagra a ideia do chamado "triângulo do planejamento estratégico do Nordeste" e deverá reunir na segunda semana de maio, nas dependências da Fundação Joaquim Nabuco, os dirigentes e equipes dos três órgãos, na intenção de já atuarem numa primeira ação prioritária: o monitoramento e a geração de indicadores que contribuam para a efetividade dos recursos aplicados pelo FNDE em alguns municípios da região.

Nesse sentido, "vale destacar que a Fundação Joaquim Nabuco e o FNDE, sob as bênçãos do MEC, já assinaram recentemente um acordo operacional para esse fim", concluiu Alfredo Bertini.

da Redação

Comentários