Fundação Joaquim Nabuco lança parceria pela educação no Nordeste

Trabalhar em conjunto pelo desenvolvimento regional a partir da pauta educação. Essa é a meta da parceria entre a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por meio do Ministério da Educação, da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), pelo Ministério do Desenvolvimento Regional.

O presidente do FNDE, Carlos Decoteli, participa da reunião com representantes das demais instituições nesta segunda-feira (25), às 14h30, na sala Gilberto Freyre, campus Casa Forte da Fundaj.

“Esse trabalho em conjunto é fundamental para que os recursos liberados pelo FNDE para o Nordeste sejam efetivos, produzam resultados concreto para a população”, ressalta o presidente da Fundaj, Alfredo Bertini. Ele destaca que a Fundação tem condições de monitorar a aplicação, avaliar os impactos e treinar os gestores. O monitoramento e a avaliação dos impactos por meio da Diretoria de Pesquisas Sociais (Dipes) e a capacitação através da Diretoria de Formação (Difor).

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dezenove capitais tiveram índice de desemprego maior que a média nacional de 12,3% no ano passado. As nove capitais do Nordeste e as sete do Norte estão entre elas. Também segundo o IBGE, o Nordeste tem a maior taxa de analfabetismo (14,4%) do País, seguido pelo Norte (8%). “Não adianta apenas políticas de incentivo, de geração de emprego, se não tiver qualificação dessa mão de obra. Se não houver, portanto, educação bem trabalhada com os recursos chegando na ponta e transformando a sociedade”, destacou Bertini.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários