Palocci diz que houve propina na negociação de Lula com o governo francês

Da Redação do blog com informações do O Globo

Em depoimento à Justiça nesta segunda-feira (18), o ex-ministro Antonio Palocci disse que houve pagamento de propina na compra de helicópteros e submarinos franceses realizada pelo governo brasileiro em 2008.

Palocci prestou o depoimento, na condição de testumunha, para o juiz da 10ª Vara Federal de Brasília, Vallisney de Souza. A ação investiga suspeita de irregularidades na compra de caças suecos pelos governo e na edição de uma medida provisória que concedeu incentivos fiscais a montadoras de veículos.

Palocci disse ao juiz que não tinha informações sobre a compra dos caças suecos, porque, quando foi efetuada, ele já não ocupava cargo no governo. O ex-ministro relatou irregularidades na negociação com franceses.

Segundo Palocci, em uma reunião realizada em 2007 entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o então presidente francês, Nicolas Sarkozi, "se tratou de ilícitos que se consubstanciaram depois no pagamento de propina no projeto de submarinos e helicópteros".

"Ali, fica claro a compra de equipamentos dos aviões de caças, dos helicópteros e dos submarinos para a Marinha. Sobre os submarinos e os helicópteros eu conheço várias situações ilícitas. Diversas situações que envolvem ilícitos importantes. [...] Naquela oportunidade, o conjunto da compra das Forças Armadas, ali se tratou de ilícitos sim e que se consubstanciaram depois no pagamento de propina do projeto de submarino, do pagamento de propina no projeto dos helicópteros", disse Palocci.

Como a ação não investiga a compra dos helicópteros e submarinos franceses, o juiz não fez mais perguntas para Palocci sobre esse tema.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários