Governo pagou R$ 73 milhões a salão de beleza no agreste de Pernambuco

Da Redação do blog com informações do O Globo

Um pequeno salão de beleza na cidade de Jupi, agreste de Pernambuco, entrou na mira da Força-Tarefa do Tribunal de Contas da União (TCU), montada para vasculhar contratos suspeitos na área de Tecnologia da Informação (TI). Irregularidades foram encontrados no endereço do pequeno negócio, que era citado em contratos milionários da gestão anterior associados à empresa Linkcon Internacional.

Registrada no mesmo imóvel do salão, a Linkcon faturou, nos últimos quatro anos, cerca de R$ 73 milhões em contratos com os ministérios do Turismo, da Saúde, da Integração Nacional e da Defesa, além de repartições menores do governo.

A Linkcon venceu um pregão da Companhia Docas do Rio de Janeiro, em 2016, durante o governo do ex-presidente Michel Temer, e desde então já fechou mais de R$ 50 milhõesem contratos na Esplanada, sem licitação, valendo-se apenas do mecanismo de adesão à ata de preços.

O método é conhecido dos investigadores do TCU por ser recorrentemente utilizado para burlar licitações e favorecer falcatruas. Francisco de Assis Costa Filho, que foi secretário Nacional da Juventude na gestão do presidente Michel Temer, é o responsável pela contratação da empresa.

“Nós visitamos no Google, no mapa, o endereço que eles haviam apontado. Mas não me recordo o nome da cidade. Não nos preocupamos pois eles já tinham contrato com outros contratos com o governo federal, então a gente supõe que a empresa existe”, afirmou Francisco.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários