Ministério Público denuncia os assassinos de Marielle Franco. Presos podem pensar em delação premiada.

Da Redação do blog com informações do Estadão e o Antagonista

O Ministério Público do Rio de Janeiro apresentou a denúncia contra Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz, presos nesta terça-feira (12) apontados pela polícia como os assassinos da ex-vereadora, Marielle Franco, e do motorista, Anderson Gomes. Acusação é homicídio doloso contra a vida e duplamente qualificado.

"Estamos aqui com uma peça, chamada denúncia, não é peça ideológica, não é política. É técnica, que encontra respaldo nos autos e nas investigações", explicou a procuradora Simone Sibílio

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), disse que os suspeitos "poderão pensar na delação premiada" para que a investigação chegue aos mandantes do crime.

Witzel reuniu autoridades da Polícia Civil e os delegados responsáveis pelo inquérito para apresentar o resultado do que classificou como 1ª fase da apuração. Uma 2ª fase seria a responsável para chegar aos mandantes do assassinato.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

da Redação

Comentários