PARTO SIM! Documentário que fala sobre o aborto será lançado no cinema da Fundação Joaquim Nabuco

Com informações da Assessoria de Imprensa

Adoção, gravidez precoce, aborto e falta de oportunidades. Essas são algumas das temáticas de gênero do curta-metragem PARTO SIM!, da cineasta Katia Mesel, que será lançado no dia 8 de março no Cinema do Museu, na Fundação Joaquim Nabuco. O curta ganhou espaço na programação do Dia Internacional da Mulher para noticiar a delicada situação das gestantes nativas de Fernando de Noronha, que não podem conceber nem registrar seus filhos na ilha.

“Não é apenas uma celebração, é um drama. Agora a data passou a ser comemorada, mas também é um nicho para a gente levantar pautas e discutir algo que está acontecendo com nossas irmãs", conta Katia.

A exibição da obra no Dia Internacional da Mulher coincide com outras datas importantes para a cineasta: seu aniversário de 71 anos e seus 50 anos de cinema. “Nunca é demais tirar o 8 de março para falar dos nossos assuntos de mulher.”

Cartaz de divulgação do curta Parto Sim!

Os quinze minutos da história misturam gêneros de documentário e ficção para dar vida a Lia (Laís Vieira), nativa de Noronha que entra nos últimos momentos da gravidez e precisa deixar a ilha para ter seu bebê no continente, pois não há estrutura para uma concepção no hospital local. “Embora seja fictício, o filme é baseado em fatos verídicos e muitos diálogos são exatos aos que ouvi quando estive na ilha.”

Além da temática central da gravidez, o curta toca em assuntos como a separação do ser humano da natureza, o alto custo de vida para quem mora na ilha, licença maternidade, mergulho e empatia. “Espero que o público possa refletir e sugerir formas de amparar essas mulheres. Unidas, podemos saber o que fazer.”

Serviço:

PARTO SIM!

Local: Cinema do Museu

Data: 8 de março

Horário: 20h

Entrada gratuita

Sessão acessível com intérprete de libras, audiodescrição e legenda

da Redação

Comentários