Na TV, candidatos à Presidência vão ao ataque e deixam propostas de lado

Da Redação do Blog

Na estreia do horário eleitoral para o segundo turno das eleições nas rádios e TVs, os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) ignoraram completamente a apresentação de propostas de governo, e partiram para o ataque.

Com uma campanha antipetista, o programa do PSL exibiu cenas de apoiadores em que são feitas duras críticas a Haddad e a Lula, que é chamado de "presidiário" e chega a ser comparado com "chefe de tráfico". O programa ainda comparou o Brasil com a Venezuela e Cuba.

Já o programa de Haddad foca a "onda" de violência que tomou conta do país por conta da candidatura de Bolsonaro. Além de mudar as cores para verde e amarelo, a campanha também não diz mais que "Haddad é Lula", e a imagem do ex-presidente só aparece em um discurso onde elogia o ex-prefeito.

"Estreia"

O candidato do PSL praticamente fez sua "estreia" no horário eleitoral gratuito agora no segundo turno. No primeiro, enquanto o petista tinha direito a cerca de 2 minutos e meio, Bolsonaro tinha apenas 8 segundos de cada bloco de 12 minutos. Agora, cada um terá 5 minutos dos 20 diários.

Comentários