Ministro da Educação fará uma visita ao Engenho Massangana onde Joaquim Nabuco passou infãncia

Por Ricardo Antunes

Pela primeira vez Pernambuco vai receber a visita de um ministro do novo governo. Ricardo Vélez, ministro da Educação, chega nesse domingo ao Recife para dar posse ao economista e professor ,Alfredo Bertini ,na Fundaj, as 11hs, na segunda. (28) Á tarde. ele fez questão de conhecer o histórico  Engenho Massangana.

Foi lá onde o diplomata, jornalista, historiador, Joaquim Nabuco passou parte de sua infância. O pernambucano teve uma participação de extrema importância no movimento abolicionista brasileiro, que resultou na assinatura da Lei Áurea em 1888.

O engenho, que fica no Cabo de Santo Agostinho,  conserva a casa-grande colonial, construída numa encosta, a capela de São Mateus, situada no alto, e, na parte mais baixa, o arruado, que foi transformado em acomodações.

A história do Massangana é semelhante à de diversos outros engenhos da região da mata de Pernambuco. A área era uma floresta habitada pelos índios. Os colonizadores portugueses a conquistaram, desmataram e construíram o engenho para fabricar o açúcar mascavo e exportá-lo para a Europa.

No seu livro Minha formação (1900), Nabuco dedica um capítulo ao Massangana, fazendo uma descrição física do local, na época um engenho bangüê pertencente a sua madrinha Dona Ana Rosa Falcão de Carvalho. Joaquim Nabuco também foi um dos fundadores da Academia Pernambuca de Letras em 1897.

 

Comentários