Uma lágrima para Stan Lee, que revolucionou a cultura pop e deixou um grande legado

Da redação do Blog

Foi uma vida dedicada ao entretenimento. Aos 95 anos de idade, o roteirista e editor da Marvel, Stan Lee, faleceu ontem (12), deixando uma lacuna no cenário artístico internacional. Ele passou mal em sua casa em Los Angeles, nos EUA, e foi levado ao hospital, onde morreu. Ele sofria de pneumonia e de problemas nos olhos.

Talentoso, Stanley Martin Lieber foi um dos responsáveis por transformar a Marvel em uma das maiores editoras de quadrinhos do mundo. Usando o pseudônimo de Stan Lee, ele foi criador de diversos hérois dos quadrinhos como Homem-Aranha, Hulk, Thor, Homem de Ferro, os X-Men e Pantera Negra.

Segundo Stan, "o entretenimento é uma das coisas mais importantes na vida das pessoas. Eu sinto que se você é capaz de entreter, você está fazendo uma coisa boa".

Se foi, mas deixou um grande legado para a cultura pop atual, tendo sido um revolucionário por ter feito a ponte entre as histórias em quadrinhos e as grandes produções das telonas.

Apesar de ter conquistado fama criando os mais famosos personagens da Marvel, foram as produções audiovisuais que o levaram a um patamar ainda mais alto. A maioria dos longas de sucesso na última década são da Marvel, empresa que Stan Lee catapultou com criações, como Os Vingadores, Homem de Ferro, Thor, Homem-Aranha e X-Men, em parceria com a Disney.

Além disso, o currículo cinematográfico o tornou a principal figura pública da Marvel, com aparições em convenções e também nos filmes da empresa, que viraram um marco e um momento muito aguardado pelos espectadores.

Confira todas as participações de Stan Lee nas telonas do cinema:

https://www.youtube.com/watch?v=HnByuUqMeko

 

Comentários

Leia mais...

Mais em Opinião