Homenagem aos Heróis e Heroínas da pátria une três gerações da família Campos- Arraes

Por Redação do blog

Em cerimônia nesta quarta-feira (12), em Brasília, o ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes teve seu nome incluído no Livro de Aço do Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, intitulado como Herói Nacional. Nomes como Zuzu Angel, Leonel Brizola e Machado de Assis também foram incluídos nas páginas.

Inaugurado em sete de setembro de 1989, o Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes, abriga o Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria, também conhecido como Livro de Aço. Este simbólico livro homenageia personagens que tiveram papel fundamental na construção do país.

 

As dez grandes páginas de aço acolhem atualmente 31 heróis e heroínas oficialmente reconhecidos – como Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, Zumbi dos Palmares, Anna Neri, Heitor Villa-Lobos e Anita Garibaldi. Nelas, constam o nome e uma breve biografia do homenageado, contextualizando seu destaque em prol da pátria e oficializando a sua importância.

 

Para que o personagem faça parte do rol, é necessário que o Senado Federal e Câmara dos Deputados aprovem uma lei com pedido de inclusão e que essa lei seja aprovada. É necessário também que tenham decorrido 10 anos da morte ou da presunção de morte do homenageado.

 

Em um encontro reuniu três gerações da família Campos Arraes.  Renata Campos. Ana Arraes, Antônio Campos, Marília Arraes,  Pedro Arraes, Carmem Arraes (Nena)  e o bisneto do ex-governador João Campos. O evento ainda contou com a presença dos governadores de Pernambuco, Paulo Câmara, do GDF, Rodrigo Rolemberg e do o prefeito do Recife, Geraldo Julio, além de outras autoridades. A Orquestra de Choro de Brasília fez uma linda apresentação.

[gallery columns="2" link="file" size="medium" ids="18762,18760,18756,18755,18759,18754"]

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

Comentários