Haddad quer acionar Justiça por campanha contra PT via Whatsapp

Da Redação do Blog

Depois da repercussão de uma matéria divulgada pela Folha de São Paulo nesta quinta-feira (18), que acusa empresas de bancarem uma campanha contra o PT nas redes sociais, o candidato do partido à Presidência Fernando Haddad afirmou que pretende acionar a Justiça. A declaração foi feita durante entrevista à Super Rádio Tupi, do Rio de Janeiro.

O petista afirmou que vai “pedir providências para a Justiça Eleitoral e Polícia Federal para que estes empresários corruptos sejam imediatamente presos para para com essas mensagens de Whatsapp”.

Na mesma entrevista, Haddad acusou o adversário, Jair Bolsonaro, do PSC, de ser o responsável por criar “uma organização criminosa de empresários que, mediante caixa 2, está espalhando via WhatsApp mensagens mentirosas".

Segundo a publicação da Folha, empresas estão envolvidas na compra de pacotes de disparos em massa de mensagens contra o PT no WhatsApp. Os contratos chegariam a R$ 12 milhões. A prática é ilegal desde 2015, porque caracteriza doação de campanha por empresas, além de não ser declarada ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

Comentários