Esquema de segurança da cerimônia presidencial será o maior da História

Do Estado de São Paulo

A cerimônia de posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, terá o maior esquema de segurança já visto em Brasília. Mais de 12 mil policiais militares, civis e federais e bombeiros, além de integrantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica serão distribuídos em pontos-chave da Esplanada dos Ministérios e de todo o Distrito Federal.

 

Além de uma série de medidas restritivas à circulação, mísseis antiaéreos, capazes de atingir uma aeronave a 7 quilômetros de distância, estarão preparados para responder a qualquer sinal de hostilidade.

Durante a cerimônia desta terça-feira, Bolsonaro vai usar um colete à prova de balas. Entre os 12 mil militares e policiais destacados para a segurança haverá uma série de agentes infiltrados na multidão (que tem público estimado em pelo menos 250 mil pessoas). Atiradores de elite serão posicionados em pontos estratégicos da Esplanada.

Ainda como reforço à segurança, a organização da cerimônia não confirmou se Bolsonaro vai desfilar em carro aberto. A decisão deve ser tomada poucas horas antes do início do evento. Durante o ensaio, no domingo, foi usado carro fechado.

[caption id="attachment_19164" align="aligncenter" width="932"] NETO6328.jpg BRASILIA DF 30/12/2018 POLITICA - PREPARATIVOS POSSE BOLSONARO - Ensaio geral neste domingo (30), para cerimonia de posse do presidente eleito Jair Bolsonaro na esplandada dos Ministerios e no Palacio do Planalto em Brasilia. A segurança acertou os ultimos detalhes do evento. FOTO ERNESTO RODRIGUES / ESTADAO[/caption]

Comentários