Ditador Maduro resiste: Já são 16 mortos e mais de 200 presos na Venezuela

Cercado pelo povo o ditador ainda resiste. Grupos humanitários contabilizam 16 mortos –além de 200 detidos– em conflitos na Venezuela desde ontem, dia das grandes manifestações contra a ditadura de Nicolás Maduro.

As mortes, principalmente por armas de fogo, ocorreram na capital, Caracas, e em cinco estados, segundo disse à agência France Presse o Observatório Venezuelano de Conflito Social, organização crítica da ditadura.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

Comentários