Denunciado pela Lava Jato e ligado a Renan, FBC é o novo líder do Governo no Senado. Moro não gostou da novidade

Por Ricardo Antunes

O presidente Jair Bolsonaro não deu ouvidos ao seu ministro da Justiça, Sergio Moro, e confirnou, agora há pouco ,que o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), ligado ao ex-presidente do senado, Renan Calheiros, será o seu líder no Senado. A indicação deixou parlamentares e pessoas próximas a Moro preocupadas já que o senador foi alvo da Lava Jato e responde a alguns processos de corrupção;

 

Em 3 de outubro de 2016, foi denunciado na Operação Lava Jato pela Procuradoria-Geral da República pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.  Ele foi acusado de receber propina de cerca de R$ 41 milhões

Para o Ministério Público Federal (MPF), enquanto era secretário de estado, Bezerra Coelho recebeu propina de R$ 2 milhões durante o processo licitatório da construção do Cais V e do píer petroleiro do Porto de Suape, no Pernambuco.

Segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR), 60% do valor teria sido pago pela Odebrecht e os outros 40% pela OAS. Fachin mandou o inquérito para a primeira instância.

Comentários

Leia mais...

Mais em Política