"Demissão" na Apex gera nova crise no governo Bolsonaro. Carreiro disse que só sai se for demtido por Bolsonaro

Do Estadão

Indicado presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), Alecsandro  Carreiro, se recusa a aceitar a demissão publicada no Twitter ontem à noite pelo ministro Ernesto Araújo, de Relações Exteriores, e continua dando expediente na agência. Ele também se recusa a nomear os novos diretores.

A aliados, Alex Carreiro avisou que só aceitará sua exoneração se ela for determinada pelo presidente Jair Bolsonaro. E disse que atuará normalmente no prédio até ser chamado pelo presidente ou até que seja publicada sua saída no Diário Oficial da União.

Comentários

Leia mais...

Mais em Política