EXCLUSIVO: DEM perde FNDE para nome da FGV. Carlos Alberto Decotelli deve ser o novo presidente.

 

 

Por Ricardo Antunes

Um nome técnico com o aval dos militares será o comandante de um orçamento de  quase R$ 70 bilhões de um dos mais cobiçados  órgãos do Governo Federal: O Fundo  Nacional de Desenvolvimento da Educação.  O nome favorito   é o de Carlos Alberto Decotelli, da FGV, e ligado ao grupo militar do Rio de Janeiro que está na equipe de transição.

Com isso, o  presidente do DEM, ACM Neto, perde não só um espaço importante,  como também terá que abrigar seu fiel escudeiro, Silvio Pinheiro, em outro lugar.  Tecnico com reconhecida competencia ele foi ex-secretário municpal de Urbanismo de Salvador na primeira gestão de ACM.

 

O FNDE é o responsável por captar e distribuir recursos financeiros de programas do Ensino Fundamental para todos os municípios do país com e tem cinco  diretorias, hoje, preenchidas por indicações políticas. Ontem, (12) a bancada do partido esteve com Jair Bolsonaro.

 

O nome de Decotelli também foi avalizado pelo futuro ministro da Educação, Ricardo Velez Rodrigues, indicado pelo filósofo e "guru", Olávo de Carvalho. Pelo mendos duas fontes da quipe de transição confidenciaram ao nosso site que ele está com carta branca para fazer várias mudanças no MEC.

Comentários