Candidatos usam as redes sociais para campanha no último dia antes das eleições

Da Redação do Blog*

Neste sábado (6), os candidatos à Presidência da República usaram suas redes sociais para fazer suas últimas manifestações antes do 1º turno das eleições. 

O líder das pesquisas e cotado para vencer as eleições ainda no primeiro turno, Jair Bolsonaro (PSL), voltou a falar sobre o tema da segurança, principal foco da sua campanha, no Twitter. Já o petista Haddad, visando recuperar os votos perdidos na região Nordeste - que por sinal, será um diferencial nessas eleições -, cumpriu agenda com passeata na Bahia e publicou foto do evento.

Ciro Gomes (PDT) publicou um vídeo em seu Twitter dizendo que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) está usando a raiva dos eleitores contra o PT para alimentar o ódio. Segundo ele, não é possível construir o pacto social que o país precisa em uma nação alimentada pelo ódio.

O candidato tucano, Alckmin, fez uma postagem onde se mostra confiante quanto as suas chances de ir pro 2º turno com Bolsonaro. "Estamos confiantes de que podemos evitar um segundo turno entre dois radicais", disse o presidenciável em post na rede social.

Marina Silva (REDE) comentou em tom de crítica sobre o voto útil. Boulos (PSOL) postou: "Pra evitar o desastre basta não votar em Bolsonaro. Todo voto contra ele vai garantir o segundo turno". E Meirelles postou um vídeo em que sua mulher, Eva Meirelles, elogia o caráter do candidato.

*A matéria foi feita com informações do site Poder360.

Comentários