Beneficiado por Lula, terrorrista italiano Cesare Battisti foi preso na Bolívia, diz a PF

Andreza Matais e Rafael Moraes Moura do Estadão

O italiano Cesare Battisti foi preso na Bolívia, confirmaram à Coluna fontes da Polícia Federal no Brasil. Ele estava foragido desde dezembro, quando o governo do então presidente Michel Temer decidiu pela extradição para a Itália, onde Battisti foi condenado por quatro assassinatos nos anos 1970.

Os detalhes da prisão estão sendo mantidos em sigilo. A Coluna apurou que Battisti foi preso pela unidade da Polícia da Bolívia que representa a Interpol com base em informações fornecidas pela polícia italiana.

Ajude-nos a continuar nosso trabalho independente. Você jamais será livre, sem uma imprensa livre. Contribua.

Comentários