Após boicote da "esquerda festiva", Cine PE 2017 é confirmado com nova data

A "esquerdinha caviar" perdeu mais uma vez. Após ter sido adiado duas vezes, o Cine PE 2017 ( um dos mais importantes do Brasil)  ganhou nova data e acontecerá de 27 de junho a 3 de julho. O evento foi  postergado devido à crise econômica do país e, em seguida, teve que suspender sua realização devido aos sete realizadores que pediram a retirada de seus filmes da programação por razões "políticas".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na época, os diretores decidiram boicotar o festival pernambucano por serem contra a seleção de dois longas "alinhados à direita conservadora": o documentário O Jardim das Aflições, a respeito do filósofo Olavo de Carvalho, e Real - O Plano por Trás da História, filme de Rodrigo Bittencourt que conta a história da criação do Plano Real.

Tanto O Jardim das Aflições, quanto Real - O Plano por Trás da História já estrearam comercialmente nos cinemas, o que gera incerteza sobre a permanência de ambos na programação. A dúvida maior não é sobre o longa de Rodrigo Bittencourt, que seria exibido fora de competição, mas sim do documentário sobre Olavo de Carvalho, que integrava a Mostra Competitiva.

Ao todo, seis curtas e um longa pediram para sair da 21ª edição do festival: Abissal(Arthur Leite), A Menina Só (Cíntia Domit Bittar), Baunilha (Leo Tabosa), Iluminadas(Gabi Saegesser), Não me Prometa Nada (Eva Randolph), Vênus – Filó a Fadinha Lésbica (Sávio Leite) e o longa-metragem O Silêncio da Noite é que tem sido Testemunha das Minhas Amarguras, de Petrônio Lorena.

Com toda a polêmica envolvendo a programação, a nova seleção de filmes do festival será divulgada em breve. Segundo o pronunciamento do Cine PE, os títulos que precisaram ser substituídos serão trocados por outros previamente inscritos, respeitando a ordem de classificação dos curadores.

Na época, os diretores decidiram boicotar o festival pernambucano por serem contra a seleção de dois longas "alinhados à direita conservadora": o documentário O Jardim das Aflições, a respeito do filósofo Olavo de Carvalho, e Real - O Plano por Trás da História, filme de Rodrigo Bittencourt que conta a história da criação do Plano Real.

Tanto O Jardim das Aflições, quanto Real - O Plano por Trás da História já estrearam comercialmente nos cinemas, o que gera incerteza sobre a permanência de ambos na programação. A dúvida maior não é sobre o longa de Rodrigo Bittencourt, que seria exibido fora de competição, mas sim do documentário sobre Olavo de Carvalho, que integrava a Mostra Competitiva.

Ao todo, seis curtas e um longa pediram para sair da 21ª edição do festival: Abissal(Arthur Leite), A Menina Só (Cíntia Domit Bittar), Baunilha (Leo Tabosa), Iluminadas(Gabi Saegesser), Não me Prometa Nada (Eva Randolph), Vênus – Filó a Fadinha Lésbica (Sávio Leite) e o longa-metragem O Silêncio da Noite é que tem sido Testemunha das Minhas Amarguras, de Petrônio Lorena.

Com toda a polêmica envolvendo a programação, a nova seleção de filmes do festival será divulgada em breve. Segundo o pronunciamento do Cine PE, os títulos que precisaram ser substituídos serão trocados por outros previamente inscritos, respeitando a ordem de classificação dos curadores.

Comentários

Leia mais...

Mais em Geral