Antonio Campos nega que seu instituto tenha autorizado dispensa de licitação e coloca culpa na Assembléia

Por Ricardo Antunes

Procurado pelo blog, o advogado e neto do ex-governador Miguel Arraes, Antonio Campos, negou que o Instituto Miguel Arraes (IMA) tenha dado aval para dispensa de licitação para a confecção dos livros sobre a biografia do ex-governador.

Assim que o TCE cancelou a dispensa circularam versões de que a Assembléia somente tinha aceitado imprimir os livros com a autorização de Antonio Campos. "Eu autorize i o uso da imagem e não me opunha a publicação da obra mas a publicação tinha que respeitar normais legais", disse ele.

Antonio Campos também foi enfático em afirmar que em nehum momento o instituto participou do processo de licitação. " O valor do contrato e eventual publicação dos livros são de inteira responsabilidade de quem homolgou e de quem assinou o contrato", disse ele, que enviou nota a todos seus familiares explicando que não tem qualquer ligação com o episódio.

Comentários