Política

Senado ainda não entendeu como “a banda toca” e Bolsonaro é contra o aumento salarial para ministro do STJ

Senado ainda não entendeu como “a banda toca” e Bolsonaro é contra o aumento salarial para ministro do STJ

07/11/2018 11:25

Por Ricardo Antunes

O Senado Federal “velho” (o novo toma posse em janeiro) ainda não entendeu bem que o novo governo tem que cortar custos e todo mundo deve dar sua parte.O mesmo se pode dizer do STF. Ao saber que o aumento dos ministros estava na pauta de votação dessa quarta (07), o presidente eleito foi na veia. “Não é o momento para isso”, opinou. Se os senadores entenderam é outra coisa.

Vamos ao que informa o Estadão:

“O Senado incluiu na pauta de votações desta quarta-feira, 7, um projeto de lei que aumenta o subsídio dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) em 16,38%, de R$ 33.763,00 para R$ 39.293,32. A proposta entrou na agenda da sessão marcada para as 16h desta quarta-feira, apenas hoje. A matéria foi incluída na discussão depois que o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE) aprovou o requerimento, no fim da sessão de ontem.

Em agosto, o STF incluiu esse reajuste na proposta orçamentária a ser encaminhada ao Ministério do Planejamento. O impacto estimado do reajuste é de R$ 2,77 milhões para o STF e teria um efeito cascata de R$ 717,1 milhões só para o Poder Judiciário.

m entrevista na manhã desta quarta, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, criticou a medida. “Obviamente que não é o momento. O que está em jogo é o futuro do Brasil. Vejo com preocupação. Estamos todos no mesmo barco”, disse Bolsonaro ao deixar reunião com o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Rossato.”

Comentários

Lia margarete s silva - 7 de novembro de 2018

Nao acho nescesario a este almento .enquanto nos trabalhamos onestamenta os parlamentares abusam da sociedade Brasileira com salarios altisimos.vou so dar um alerta a todos pricipalmente aos pricipais governantes que propos a este absurdo .veja bem e grave Deus vai entrar com justiça. Vcs pode se esconder do homen mas da mão de Deus nimguem escapa . E eu creio na sua justiça ainda es
te ano .

[Reply]

Pedro Sabino da Silva Filho - 7 de novembro de 2018

isto é molecagem, safadeza_

[Reply]

Marco Antônio lara - 7 de novembro de 2018

Parabéns ao nosso Presidente! Esse realmente é coerente e vai corrigir o estrago! Desrratização! Queremos ver as ratazanas caindo fora! O povo estará sempre atento! Jair Messias Bolsonaro, segundo o coração de Deus!

[Reply]

Elza mmRibeiro - 7 de novembro de 2018

Mais uma! Bola na cesta. Se o Brasil em crise, a crise e de todos. Tanto ganhos como perdas faz parte de toda uma organização .Esse homem é de mais .Brasil todo em brado de FELICIDADE .NAO É O MOMENTO. CORTAR GASTOS !.Primeiro_ ,se arruma casa. Se trabalha, promover lucros e as prioridades por vir . Te AMAMOS Presidente .Tudo pela NAÇÃO…

[Reply]

Liege Barcia - 8 de novembro de 2018

Os servidores do Poder Executivo têm reajuste parcelado de 4% ( a ser aplicado em Janeiro) e o Presidente da República é contrário, pois “abala” as finanças do País. Pois bem, quero só ver se o Presidente Temer vai sancionar esse reajuste descabido.
Eita, Brasil de tantas desigualdades! O salário mínimo no Brasil é uma miséria, uma vergonha, equivale a U$ 264! O salário de um ministro do STF equivale a 39 salários mínimos e com as mordomias: auxílio toga, plano de saúde ( o melhor dos melhores), auxílio-moradia ( e todos têm imóvel próprio) essa disparidade aumenta. Até quando vamos suportar e silenciar diante de tantas injustiças?

[Reply]

Opine e entre na discussão