Opinião

OAS deve deixar Lula mais próximo da prisão

OAS deve deixar Lula mais próximo da prisão

20/06/2016 20:05

Por Ricardo Antunes O blog vem avisando há tempos: Lula não vai escapar da prisão e ela virá mais cedo ou mais tarde. Mas de acordo com o site "O Antagonista", a hora chegou: a empreiteira OAS vai entregar o ex-presidente à Procuradoria Geral da República. Leia mais...

Política

Brasília faz de todo político um ator igual ou pior que o outro

Brasília faz de todo político um ator igual ou pior que o outro

17/06/2016 21:51

Por Ricardo Antunes Nunca é demais lembrar que o consórcio é o mesmo. "Esse povo", que a gente pensa que são inimigos, se falam nas alcovas, nos becos, nas bocas. "Esse povo é tudo ( ou quase tudo ) "igual", como me disse um cidadão comum na rua. Leia mais...

Política

Renan Calheiros exclusivo ao blog: “Eventuais excessos do MP não vão afetar a lava jato”

Renan Calheiros exclusivo ao blog: “Eventuais excessos do MP não vão afetar a lava jato”

17/06/2016 16:45

Por Ricardo Antunes "É preciso que a Lava Jato continue, porque nós sempre demos força ao Ministério Público", afirma o Presidente do Senado, Renan Calheiros, ao ser questionado, em entrevista exclusiva ao blog, se o ímpeto dos procuradores em acelerar as investigações pode atrapalhar a maior operação anti-corrupção da história do Brasil. Leia mais...

Política

Outro Mensalão explode em Brasília. Desta vez, da Transpetro

Outro Mensalão explode em Brasília. Desta vez, da Transpetro

15/06/2016 18:04

size_960_16_9_sergiomachado-jpg Em sua delação, Sérgio Machado disse que só pedia propina a empresários com quem conseguia desenvolver uma "relação de confiança". Segundo ele, os pagamentos tinham "base mensal". As empresas que, segundo ele, aceitaram pagar propina por contratos na Transpetro foram: Queiroz Galvão, Camargo Corrêa, Galvão Engenharia, NM Engenharia, Estre Ambiental, Pollydutos, Essencis Soluções Ambientais, Lumina Resíduos Industriais e Estaleiro Rio Tietê. Leia mais...

Sem Censura

PT e PMDB fizeram do Brasil uma “República de Cabarés”. E a Petrobrás era a “madame honesta”. Pode isso, gente?

PT e PMDB fizeram do Brasil uma “República de Cabarés”. E a Petrobrás era a “madame honesta”. Pode isso, gente?

15/06/2016 18:37

Na íntegra da delação do ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado, um detalhe chamou a atenção. Ele classificou a Petrobras como "a madame mais honesta dos cabarés do Brasil". Machado quis dizer com isso que a estatal era "um organismo bastante regulamentado e disciplinado". Sérgio Machado elenca: DNIT, Companhias Docas, Banco do Nordeste, Funasa, FNDE e Dnocs.  E que o esquema que funcionava no governo " é de 3% a nível federal, 5% a 10% nos estados e 10% a 30% nas prefeituras.O blog resume: durante o consórcio PT/PMDB, o Brasil se transformou num imenso cabaré com prostitutas do dinheiro público de toda qualidade.cabare

Política

Os limites de um governo ilegítimo

Os limites de um governo ilegítimo

20/06/2016 20:49

alx_brasil-politica-presidente-exercicio-michel-temer-20160601-03_originalPor Geniberto Paiva Campos (*)   “Morra a inteligência. Viva a Morte! ” – Gen. Millán Astray – Falangista -Guerra Civil Espanhola, 1936   Poucas semanas no exercício do cargo, e o presidente interino Michel Temer não deixou qualquer dúvida sobre o seu medíocre e errático projeto de governo provisório e o seu jeito provinciano de governar. E para satisfação do séquito palaciano mostra o seu lado persecutório, evidenciando ser um mestre na execução de políticas provincianas. E tolas. Leia mais...

Política

Senador Randolfe Rodrigues (Rede) diz que eleições diretas são a solução para a crise

Senador Randolfe Rodrigues (Rede) diz que eleições diretas são a solução para a crise

17/06/2016 16:54

Por Ricardo Antunes "Este governo não tem condições políticas e morais de conduzir o Brasil", nos disse o Senador Randolfe Rodrigues (Rede-APrandolfe-rodrigues-20120403-09-original), em entrevista exclusiva ao blog, em Brasília. Leia mais...

Política

PT entregou-se aos prazeres do poder, expandiu a orgia e esqueceu de fechar as janelas

PT entregou-se aos prazeres do poder, expandiu a orgia e esqueceu de fechar as janelas

16/06/2016 06:55

Por Josias de Souza Lendo-se os depoimentos de Machado, percebe-se que a suruba estatal dos dias atuais é muito parecida com a de antigamente. A diferença é que o PT, ao deixar a história para cair na vida, esforçou-se demais para demonstrar que não estava imune às tentações alheias. Entregou-se com tal volúpia aos prazeres do poder despudorado, que expandiu demais a orgia e esqueceu de fechar a janela. Adorou as alianças esdrúxulas. E percebeu que a volta às origens, além de indesejada, era impossível. Castidade, como a virgindade, não dá segunda safra. Leia mais...

Política

TCU abre prazo para Dilma explicar as contas de 2015

TCU abre prazo para Dilma explicar as contas de 2015

15/06/2016 18:43

Por Ricardo Antunes O Tribunal de Contas da UniJosé-Múcioão aprovou, por unanimidade, um prazo de até 30 dias para que a defesa de Dilma Rousseff explique as 23 irregularidades identificadas nas contas de 2015. A análise final está prevista para setembro. O parecer prévio de José Múcio Monteiro, relator do caso, é pela reprovação das contas. O Tribunal informa que as interpretações feitas hoje em plenário são preliminares, visto que Dilma ainda não se defendeu. O entendimento de José Múcio e dos demais ministros ficou bem claro.

Política

Aberta a sucessão de Cunha. Rogério Rosso do PSD é o nome mais lembrado

Aberta a sucessão de Cunha. Rogério Rosso do PSD é o nome mais lembrado

15/06/2016 07:43

Por Josias de Souza

Brasília - O presidente da comissão especial da Câmara que analisa o pedido de impeachment da presidente Dilma, Deputado Rogério Rosso, durante audiência pública para oitiva do  ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, e o professor de Direito Tributário da Universidade do Estado do Rio de Janeiro Ricardo Lodi (Marcelo Camargo/Agência Brasil) A perspectiva de cassação do mandato de Eduardo Cunha trouxe como consequência a retomada do debate sobre a sucessão do deputado na presidência da Câmara. Haverá disputa. E os aliados do governo de Michel Temer devem guerrear em trincheiras opostas. Leia mais...