Sem Censura

OAB-PE quer vender antiga sede a apenas cinco meses das eleições. Decisão causa protesto e racha grupo que comanda entidade

OAB-PE quer vender antiga sede a apenas cinco meses das eleições. Decisão causa protesto e racha grupo que comanda entidade

10/06/2018 20:17

Por Ricardo Antunes

A decisão de colocar a antiga sede á venda por quase R$ 3 milhões pode ser o estopim para um racha interno na OAB-PE sobre a sucessão do atual presidente Ronnie Preuss Duarte. As  propostas de preço podem ser feitas a partir dessa segunda (11) até o dia 26 de junho. O que muita gente está questionando é por qual motivo a decisão foi tomada a menos de cinco meses das próximas eleições? 

Edital de venda foi publicado pelos jornais

Muitos associados e até mesmo integrantes da atual diretoria foram tomados de surpresa com o edital que foi publicado pelos jornais. O blog teve acesso a quatro grupos no WhatsApp de advogados que criticaram a decisão da atual diretoria. “Foi uma decisão equivocada e sem qualquer consulta á categoria”, dissep um deles. “Vai ter comissão para o corretor? “, provocou outro.

Desde o final de dezembro de 2017 a sede da entidade funciona no antigo prédio do Jornal do Commercio, também na Rua do Imperador,  e  ocupa uma área de mais de cinco mil metros quadrados. A doação do imóvel foi feita pelo Governo de Pernambuco. É lá que funciona também a ESA e a CAAPE que são comandadas por dois nomes que já disputam á sucessão na entidade.

Quando foi eleito presidente,  o compromisso de Ronnie Duarte era o de apoiar o nome de do advogado Bruno Batista que tem excelente trânsito com a categoria e desistiu da disputa para emprestar o apoio ao mesmo.

Baptista é o atual presidente eleito da CAAPE e  seria o candidato natural á sucessão não fosse os comentários que já estão circulando no meio jurídico do estado: A de que o atual presidente poderá mudar sua posição, e apoiar o nome do advogado Carlos Neves, que já se lançou como pré-candidato nas eleições marcada para novembro próximo.

Ronnie Preuss  tinha o compromisso de apoiar Bruno Baptista (centro) que pode ser rifado na sucessão pelo nome de Carlos Neves(esq.) É a sucessão na OAB.

Ronnie Preuss Duarte, segundo  fontes ouvidas pelo blog, também teria dado “aval”  a pessoas ligadas ao seu grupo  político para o início de uma “fritura” ao nome de  Bruno Batista e, paralelamente, o apoio ao nome de Carlos Neves que comanda  a CAAPE. Tanto Bruno quanto Neves são elogiados pelas respectivas gestões.

Até o fechamento da matéria não conseguimos contato com a assessoria do presidente da OAB mas o espaço do blog está aberto para as considerações. Uma coisa é certa. Além da sucessão estadual, as eleições na OAB-PE também vão movimentar o universo da política pernambucana a partir do segundo semestre.

Anotem.

 

Opine e entre na discussão