Geral

Sobe para  58 mortos no que já é considerado o maior ataque a tiros dos EUA. Feridos já passam dos 500

Sobe para 58 mortos no que já é considerado o maior ataque a tiros dos EUA. Feridos já passam dos 500

02/10/2017 15:53

Do Estadão

Subiu para 58 pessoas o número de mortos com mais de 500 ficaram feridas quando um homem abriu fogo contra a multidão que assistia a um festival de música em Las Vegas, no que já é considerado o mais violento ataque a tiros da história recente dos Estados Unidos.

O autor do massacre, identificado como Stephen Paddock, de 64 anos, atirou a partir do 32º andar do hotel Mandalay Bay, que fica na avenida central Las Vegas Strip, onde acontecia a terceira e última noite de um festival de música country, com público estimado em 22 mil pessoas. “Acreditamos que ele se matou antes da chegada dos policiais”, informou o xerife Joseph Lombardo.

Em entrevista na tarde desta segunda, as autoridades locais disseram que ao menos 515 pessoas foram atendidas nos hospitais da região e elevaram o número de vítimas para 58. O grupo terrorista Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque, mas tanto a polícia de Las Vegas quanto o FBI não veem indícios de atentado e tratam, inicialmente, o episódio como um caso de “lobo solitário”.

As circunstâncias do tiroteio, que aconteceu pouco depois das 22h (2h de Brasília), ainda são incertas, e a motivação do criminoso, desconhecida. Lombardo indicou que Paddock era um morador da cidade e estava hospedado com uma mulher no hotel. Marilou Danley, de 62 anos, foi localizada na manhã desta segunda, mas a polícia disse acreditar que ela não teve envolvimento no massacre.

Segundo Lombardo, foram encontrados 10 fuzis no quarto de Paddock. O xerife afirmou que ele adquiriu várias armas de fogo no passado, mas todas dentro da lei. No entanto, ao menos um dos fuzis foi alterado para funcionar como uma arma automática.

O presidente dos EUA, Donald Trump, chamou o ataque de “ato de pura maldade” e elogiou polícia de Las Vegas e os que responderam ao ataque. “A velocidade com que eles agiram é miraculosa e preveniu uma maior perda de vidas”, afirmou o presidente em pronunciamento à nação.

No início da manhã, pouco depois de ser informado sobre a tragédia, ele publicou uma nota de solidariedade em sua conta no Twitter. “Minhas mais calorosas condolências e solidariedade às vítimas e famílias do terrível ataque em Las Vegas. Deus os abençoe!”

Compartilhe nas suas redes sociais.Share on FacebookTweet about this on Twitter

Opine e entre na discussão