Geral

“Apenas um rapaz latino americano” chega ao Recife nesse domingo na Bienal Internacional do Livro

“Apenas um rapaz latino americano” chega ao Recife nesse domingo na Bienal Internacional do Livro

07/10/2017 12:53

Por Ricardo Antunes
.
Foi por muito pouco que o premiado jornalista Jotabê Medeiros não encontrou Belchior. Ele já iniciara a pesquisa para um livro sobre o autor de clássicos como “Velha Roupa Colorida”, “Alucinação” e “Como Nossos Pais” e já tinha pistas do seu paradeiro. Foram dezenas de entrevistas com parceiros musicais, amigos de infância, familiares e produtores de seus discos. Uma semana antes de viajar para uma perdida cidade do Rio Grande Sul ele recebeu a notícia improvável: Belchior se foi.

A prematura morte do genial poeta cearense chegou em Abril de 2017 e virou uma comoção nacional tanto por alimentar o mistério em torno do seu nome, como pelo fato de que, 10 anos antes, o cantor e compositor simplesmente tinha sumido dos palcos e dos amigos. O resgate dessa história comovente de um dos maiores atristas da MPB é resgatada pelo jornalista que, junto com Paulo César Guimarães ( que traz a biografia do genial Sandro Moreyra) estará nesse domingo na Bienal Internacional do Livro de Pernambuco. Será no espaço Círculo de Idéias, de 10 ás 11h da manhã.

O título do debate será “De Futebol, Sonhos e Poesias” que será mediado por esse jornalista. O autor procurou dimensionar a importãncia do artista e de sua obra dentro do universo da MPB. Jotabê Medeiros nasceu em Sumé, na Paraíba e já foi finalista do Premio Jabuti de Literatura. Passou pelos principais jornais do país, como Estadão, Folha de São Paulo e como diz tem muita coisa em comum com Belchior “exceto pelo número de irmãos que é pequeno”. É que Jotabê só tem 14, pouca coisa se comparado aos irmãos de Belchior que somam nada menos que 23.

Compartilhe nas suas redes sociais.Share on FacebookTweet about this on Twitter

Opine e entre na discussão